Sim a pornografia pode prejudicar seus ganhos na academia e sua saúde

Primeiramente, este artigo não é sobre a ideia estúpida de que o orgasmo pode atrapalhar os seus ganhos e que você deveria fazer um voto de celibato pra poder ganhar massa muscular, mas sim sobre o uso específico de pornografia e como isto pode influenciar negativamente seus ganhos na academia e até em outras áreas da sua vida.

pornografia-pode-atrapalhar-hipertrofia-e-ser-mal-a-saude

Assistir um pornô não é tão inofensivo e natural como você imagina

Não é preciso uma bola de cristal para adivinhar que a maioria das pessoas que estão lendo este artigo estão pensando que falar que a pornografia vai afetar os ganhos é uma baita frescura, e que descabelar o palhaço assistindo o PornoTube de vez em quando nunca fez mal a ninguém. Bem, se você realmente acessa sites pornôs esporadicamente, talvez a pornografia não lhe traga malefícios, mas não é a realidade da esmagadora maioria das pessoas que fazem uso da pornografia para conseguir se masturbar e sem perceber já estão viciadas há tempos.

Assim como a maioria das drogas, se masturbar assistindo pornografia vai estimular a produção de dopamina no cérebro, gerando sensações de prazer e recompensa. Porém, assim como criamos resistência às drogas, nosso cérebro também cria resistência ao estímulo sexual, fazendo você precisar de maior intensidade e frequência para conseguir sentir as mesmas sensações.

pare-de-ver-porn

Com a pornografia, geralmente o cara começa com algo leve e esporádico, mas vai criando resistência até chegar ao ponto de precisar assistir pornografia todo dia, às vezes mais de uma vez por dia e a tendência é assistir coisas cada vez mais hardcores, pois coisas “normais” não geram mais excitação como antes.

Tá, o cara é um punheteiro e provavelmente vai começar a gostar de zoofilia. Mas qual é o problema disso ?

O problema é que tudo que estimula a dopamina de maneira excessiva pode afetar a sua vida, e diferente das drogas lícitas e ilícitas, pornografia é praticamente de graça e de fácil acesso até mesmo para uma criança de 10 anos. Usar material pornográfico é como se fosse uma trapaça pra conseguir dopamina “de graça” e em quantidades virtualmente infinitas.

Nós liberamos dopamina fazendo tudo o que gostamos, com coisas que vão desde assistir sua série favorita, comer uma pizza, até treinar pesado na academia, mas a partir do momento que você começa a inundar o cérebro com dopamina de maneira não natural (neste caso através da pornografia), você bagunça o eixo de recompensa e pode ficar dessensibilizado.

O resultado disso ? Um cara com o eixo de recompensa dessensibilizado não tem motivação pra fazer atividades simples do dia a dia porque não consegue sentir o mesmo prazer que antes; fica letárgico, ansioso, com mudanças de humor e ainda fica propenso a entrar em uma bela depressão. Não é preciso ser um gênio para saber que isso são coisas que podem afetar (e muito) a sua vida na academia que depende diretamente do seu foco para treinar pesado e se alimentar corretamente todo santo dia (você estando de bem com a vida ou não).

Mas as coisas não terminam por ai, o vício por pornografia ainda pode gerar malefícios relacionados diretamente com vida sexual do indivíduo, como não ter motivação para procurar sexo de verdade já que o cara tem toda a dopamina (prazer e recompensa) que precisa através das sessões diárias de pornografia; e se eventualmente encontra sexo real, não sente o mesmo prazer e pode vir a ter broxadas triunfais.

“Continuo achando tudo isso uma baita frescura”

É válido ressaltar que o problema aqui é o exagero, o vício. Só porque você brinca com anaconda de vez em quando e acessa o RedTube, não quer dizer que você automaticamente vai se transformar em um zumbi punheteiro. Porém, se você tem notado que anda desmotivado, sem vontade pra treinar, estudar, trabalhar, conhecer mulheres, o problema pode ser a pornografia. E é muito mais provável que você esteja usando a pornografia em excesso do que esporadicamente.

“Ok, talvez eu tenha um problema. O que faço agora ?”

Simples, corte completamente todos os estímulos sexuais artificiais, isto inclui: vídeos pornôs “softcore”, “hardcore”, fotos, contos e até fotos sensuais (em suma, tudo o que te estimula sexualmente). Faça isto por pelo menos 60 dias. Mesmo que você não se considere viciado, experimente ficar sem esses estímulos artificiais e você verá sua vida melhorando em todas as áreas, principalmente no treino.

Vale lembrar que isto não significa que você precise ficar sem se masturbar. Masturbação é um ato natural que vem desde o início dos tempos, contudo, de nada adianta cortar a pornografia e continuar se masturbando na mesma frequência ou mais do que antes. Não há uma métrica exata que mostre quando a masturbação é excessiva, apenas tenha certeza de não estar se masturbando com rotina fixa (como se fosse obrigação) ou várias vezes no mesmo dia.

10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-a-pornografia

1. Ela destrói o romantismo, causa insensibilidade e pode levar ao abuso sexual.
Um homem viciado em pornografia não consegue envolver-se intimamente de forma romântica com sua esposa. Pelo contrário, tende a ser extremamente carnal, a ter reações violentas durante as relações sexuais, podendo, até mesmo, estuprar sua companheira. As mulheres, por sua vez, tendem a perder a atração pelo companheiro e acabam tendo que apelar para imagens pornográficas, que lhe vêm à mente, como forma de estímulo.

2. Acaba com a autoestima.
A pessoa que tem contato com pornografia tende a comparar seus atributos físicos e seu desempenho sexual com o dos atores ou atrizes dos vídeos. Ela passa a acreditar que há algo de errado com ela. Acaba se retraindo e gerando um grande problema na intimidade conjugal. Um rapaz que assiste pornografia pode não querer se casar por vergonha do corpo ou por medo de decepcionar sua futura mulher. E a menina pode pensar que só será atraente se fizer cirurgia plástica para deixar o corpo avantajado.

3. Faz com que o cônjuge viciado perca a atração pelo(a) companheiro(a).
Ele tenderá a fazer comparações e a mulher ou marido quase sempre sairá perdendo. A pessoa leva tão a sério aquilo que vê ou assiste e nem se dá conta que são cenas surreais, puramente comerciais e que estão destruindo a sua capacidade de julgamento.

4. Pode causar problemas de ereção e ejaculação precoce.

5. Provoca a distorção dos valores relacionados ao casamento e à família.
Lyden afirma: “Para os homens que mais usam pornografia há uma maior aceitação do sexo fora do casamento para os casados, maior aceitação do sexo antes do casamento e menos [atenção às necessidades primordiais das crianças – ensino e tratamento] durante o casamento.” Além disso, há um desejo reduzido em ter filhos, principalmente pelo medo de que nasçam meninas.

6. Causa vergonha e culpa.

7. Torna a pessoa insatisfeita. 
A pornografia cria uma ilusão de excelência sexual que atrapalha as relações amorosas normais. A pessoa tende a se sentir insatisfeita com o que seu cônjuge tem a oferecer. Muitas vezes ela vai sugerir que ele faça coisas bizarras porque o convencional já não lhe satisfaz.

8. Contém imagens que ficam na mente por tempo indeterminado.
As imagens de pornografia são extremamente fortes e marcantes. Será difícil apagá-las da memória. Mesmo que a pessoa consiga sair desse vício, infelizmente ela terá de conviver com flashes dessas imagens durante muito tempo.

9. Afeta as relações familiares.
O consumo de pornografia faz com que as relações familiares fiquem extremamente comprometidas. Sentimentos como confiança, o respeito e amor são abalados e, exceto se houver um completo abandono de tal prática, jamais serão reconquistados.

10. Leva ao divórcio.
Além dos problemas mencionados, tanto a esposa quanto o marido sente-se traído se seu cônjuge é viciado em pornografia. Dificilmente um casamento nessas condições perdura.

Há ainda outros malefícios causados pela pornografia. Nosso conselho é: fuja desse inimigo. A pornografia é um inimigo da paz de consciência, do amor, do romantismo, da confiança, do diálogo, do companheirismo, dos relacionamentos, da família. Ela perverte o sentido do sexo, fazendo com que ele tome a forma de uma prática imunda. Ela destrói a capacidade de uma pessoa se relacionar sadiamente e ser feliz.

Coloque barreiras no seu lar e na sua vida para impedi-la de entrar. Se ela entrar e ficar, um pouco que seja, ela ganhará força e será mais difícil bani-la. O mal deve sempre ser cortado pela raiz.

Fonte: hipertrofia.org, familia.com.br, #SEMDORSEMGLÓRIAOFICIAL

Please follow and like us:
270

No Comments Yet.

Leave a comment

 

RSS200
Follow by Email270
Facebook50k
Facebook
Google+18k
Google+
https://www.semdorsemgloria.com.br/sem-dor-sem-gloria/sim-pornografia-pode-prejudicar-seus-ganhos-na-academia-e-sua-saude">
Skip to toolbar